Pages

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Where are you Mr Perfect?


Quando se tem muito tempo livre (é o meu caso neste momento) somos atacados pela nostalgia. Ontem estive with myself a devorar episódios de Sex and the City! A sorte é que os DVDs não se gastam. O facto é que 10 anos de série traduzem tudo o que se pode encontrar numa relação ou na procura da relação (im)perfeita. Aos 28 anos ainda acredito que é possível encontrar alguém que me aceite tal como sou e construir uma família. Acho que é cada vez mais difícil, porque a idade aumenta o nível de exigência, e nos dias que correm o egoismo de cada um afasta-nos da partilha e mostra-nos o umbigo. Chegar ao topo numa carreira que se quer de sucesso, trabalhar horas infindáveis, leva-nos para longe das coisas simples. E às vezes não conseguimos ver quem está mesmo ao lado. Às vezes acho que sou uma espécie em vias de extinção. Apesar das desilusões continuo a apaixonar-me e a acreditar. Ainda que dê muito trabalho estou sempre disposta a erguer o castelo, peça sobre peça. Vivo de detalhes e talvez por isso seja difícil encontrar o Mr Perfect. Acredito nas frases dos pacotes de açúcar. Será que ainda existem homens que percebam o significado de tal insignificância?
SHARE:

7 comentários

MissJ disse...

Eu sofro do mesmo mal... e das mesmas dúvidas!

Saltos Altos Vermelhos disse...

Eu acredito que sim! Se calhar ele anda aí!

martitha disse...

Resta-nos a esperança. Pobres romanticas que somos. Beijos

Este Blogue precisa de um nome disse...

Eu não sei se ainda acredito. Acho que já não. Mas olha que conheço muita gente que o encontrou ;)

Enviei-te um e-mail. Beijo

EwIkA disse...

quando menos esperares vais encontrá-lo... todos temos as nossas virtudes e os nossos defeitos e existe sempre alguem k conseguira ver nos e fazer de nós o centro do seu mundo sem espaço para egoismos, duvidas etc..
simplesmente ha k acreditar!
gostei imenso do post..

bezito

Allie disse...

Revi-me completamente neste post. Apesar de todas as minhas desilusões nunca duvidei que "ele" existia. É claro que todas sabemos que a vida não é justa e nada é garantido. E como tal não há certezas que "o tal" apareça ainda nos 20, nos 30 e até nos 40. Há pessoas que só descobrem o verdadeiramente amor aos 50 anos por exemplo. Mas não te quero desanimar. Quero dizer-te que nunca deves perder a esperança e que o teu Mr. Perfect anda aí. Eu encontrei o meu quando menos esperava e honestamente, saiu-me bem melhor que a encomenda. Apenas acredito que por vezes nos deixamos toldar pelo ideal criado pela sociedade. O segredo está em assumir os nossos defeitos e aceitar os dos outros.

Dive disse...

Wow. Strong post.

© Feira de Vaidades. All rights reserved.