Pages

segunda-feira, 6 de junho de 2011



Tenho andado ausente. A inspiração tem sido livro fechado e bem arrumado na prateleira. E logo eu que preciso de escrever as minhas coisas como de pão para a boca. Ainda não é caso para ir ao médico, mas confesso que estava a ficar meio assustada. É que isto de ter a mania, que tenho veia de escritora tem um preço. Adiante... só fazia sentido voltar com algo importante para partilhar. E hoje fez-se luz quando alguém citou Lobo Antunes:


Há tanta gente a perguntar se haverá vida depois da morte. Porque ninguém se pergunta se há vida antes da morte?


António Lobo Antunes


E não é que o Lobo Antunes tem razão. Andamos tão preocupados com o FMI, com a crise, com os nossos botões que nos esquecemos de viver. Sobrevivemos aos dias. E hoje dei comigo a perguntar se não tenho sido mais uma dessas pessoas que vê o copo meio vazio. Amanhã vou fazer o possível por dar mais e pedir menos, por ver em vez de olhar. E talvez não seja demais agradecer tudo o tenho em vez de lamentar o que me falta.
SHARE:

7 comentários

B. Cérise disse...

Que bonito:) Gostei muito desta mudança de rumo!
Beijos e boa sorte para isso:)

Rita disse...

Nã costumo comentar blogues e muito menos com um cliché. Mas acrescento: A vida é tão curta...

Monika Kardoso disse...

acabei de conhcer o teu blogue e eis que me deparo com uma das minhas maximas, já la vai o tpo em q andava estressada por causa do futuro, vivo no presente e desde então a minha vida anda preenchida!!é aproveitar aproveitar!!amanhã é outro dia sempre com um sorriso nos lábios, carpe diem!

Loise disse...

Há que ser positiva e acreditar que vamos nos esforçar. Porque isso ajuda a ter one happier future!

Drinha disse...

A verdade é que só nos apercebemos tantas vezes disso quando apanhamos um susto e a vida passa a ser vista de outra forma...Há q viver e sentir o que temos de bom, o resto...o resto que fique por lá mas não nos condicione sempre o sorriso!Bjinho

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

Fica desanimada não que esse ar sex an the city aqui é indispensável!

Bjo

Mónica disse...

infelizmente o sentimento de sobrevivência, mais tarde ou mais cedo, afecta e é dificil lidar com ele

© Feira de Vaidades. All rights reserved.