Pages

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Por detrás de um grande homem há sempre uma grande mulher...




Elas são as senhoras de 2008. Bonitas, inteligentes, poderosas. Têm um país e os respectivos maridos a seus pés. Têm classe, glamour e mostraram que a moda e a política andam de mão dada. Nas suas aparições públicas têm deslubrado. 2008 foi sem dúvida o ano de Carla Bruni Sarkozy e Michelle Obama. Parece que afinal o ditado é verdade... Por detrás de um grande homem há mesmo uma mulher grande...



SHARE:

Demorei 27 anos a fazê-lo e por isso é tão especial... esta foi a minha última compra de 2008. O meu  primeiro batôn vermelho que propositadamente é um Chanel, no caso um nº36. 2009 vai chegar com muito estilo ;) De unhas e lábios vermelhos cá vou eu!
SHARE:

terça-feira, 30 de dezembro de 2008


Estou furiosa com a vida para não dizer f*d*da mesmo. Por isso este ano não há balançozinho do ano que passou. Passou, não foi? Estou viva, não estou? Tenho saúde? Tirando a descomunal gripe que se abateu sobre mim, a tosse, os espirros, as dores que tenho no corpo todo, p*ta que pariu esta gripe, viverei + 50 anos no mínimo. Sim nada disto me vai impedir de estar um arraso no alto dos meus stiletto e do meu vestido de noite na passagem de ano. Sim porque vou entrar em 2009 a dançar, linda de morrer e perto dos meus amigos de verdade. Posso tomar muito xarope, muito comprimindinho para a gripe, mas caríssimos, na cama não entro eu em 2009. E no que depender de mim vai ser a melhor passagem de ano de sempre. Desde cabeleireiro, manicure e make up, está tudo tratado. E nem batôn vermelho vai faltar... Pois é 2008, chegaste ao fim e se queres saber, ainda bem. Próximo...
SHARE:

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008


E quando a nossa vida parece que vai atingir o pleno, o castelo desaba.  Às vezes, a vida parece pouco justa. Estive a um passo da realização de um sonho e agora não sei o que fazer. Já não bastava ter a minha vida sentimental absolutamente confusa, para não dizer uma verdadeira merda, quanto mais ficar com projectos por realizar. Não quero comentários de consolo. Não adianta dizer que nada acontece por acaso, que ainda não era a minha oportunidade. Se querem ajudar fiquem em silêncio ou então escrevam algo verdadeiramente inteligente, porque pena não preciso, coitadinha também não sou. Mas sinto-me cansada, muito cansada. Luto com toda a força que tenho por tudo na minha vida, as coisas não têm aparecido só por acaso. Existe mesmo 99% de transpiração e 1% de inspiração. E neste momento não mereço a rasteira que a vida me pregou. Por isso TU aí em cima trata de mexer os cordelinhos, põe tudo em ordem outra vez . Eu sou uma vencedora e chega de tanto perder... acho que o sistema informático aí em cima bloqueou e ao reiniciar se enganaram na pessoa. Esta sequência de acontecimentos nas últimas 72 horas só pode ser um engano. E digo mais, se o engano é para prosseguir que fique euromilionária, porque curar o sofrimento em Bora Bora e renovar o guarda roupa na 5ª Avenida é assim o único consolo de que me lembro neste instante.
SHARE:

Ontem passei a noite a consumir episódios da última temporada de Sexo e a Cidade. Eu sei que já devem estar enjoados da minha adoração pela série, mas quanto mais vejo os dvd´s mais me revejo nos diálogos. Hoje fui ao cinema ver o filme Mulheres. E mais uma vez pensei nesta história do Amor, da traição e do perdão. O que é o verdadeiro amor? Será que o encontramos apenas uma vez na vida? Será que o amor desculpa mesmo tudo? Será que o Amor perdoa a traição? Às vezes acho mesmo que sou a rainha do romance, que já não existem idiotas como eu. Que este deve ser um problema da geração de 80 , sei lá... adoro histórias de amor cheinhas de pequenos nadas. Fico cheia de inveja quando oiço histórias de amigas a quem o namorado encheu a casa de rosas vermelhas, ou de balões, ou post it no frigorifico com o simples, mas complicado, Amo-te! Pedidos de casamento em Veneza ou Paris, jantares meticulosamente cozinhados, fins-de-semana preparados ao mais ínfimo pormenor. Quem não se lembra da última cena do filme Pretty Woman que atire a primeira pedra... Será que o romance está morto??????????? Olho para o lado e vejo a maior parte dos jonves casais separados após 2 ou 3 anos de casamento. O que é que está a acontecer? Onte é que eu estive nos últimos anos? Será que isto do Amor é para sempre acabou mesmo? Se assim é não quero viver aqui. Para que fique claro prefiro amar e sofrer do que nunca ter amado. O cortinado do meu quanto é o poema Amor é Fogo que arde sem se ver. E se para ressuscitar o romance tiver de passar a escrever todos os dias sobre isso, escreverei. Não me conformo com a forma supercial com que a maioria das pessoas vive. Caramba só se vive uma vez, façam loucuras por amor, façam o que a imaginação vos permiter, mas por favor não deixem o romance morrer sem Amor!
SHARE:

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008


Ainda não sei qual foi o melhor presente que recebi. Mas este foi o melhor presente que alguma vez ofereci. Sim alguém acabou de receber uma viagem a Paris na minha fabulosa companhia. Iupiiiiiiii,finalmente vou subir à Torre Eiffel! 
SHARE:

Hoje é um dia muito especial. Sim é Natal, mas a mãe da Vanity faz anos. Aqui fica o meu beijinho de muito e muito obrigado por  ter tido a brilhante ideia de me ter inventado. Viva a mãe da Vanity! 
Daqui a poucas horas vamos até à santa terrinha dos papás e o cenário repete-se. Vai haver bacalhau com couves, a criançada vai andar histérica até à meia noite, alguém vai vestir pela centésima vez o fato de Pai Natal, e dentro dos embrulhos vamos encontrar as pirosadas do costume. Mas pelas crianças vale tudo. Sim pelas pestes passei toda a tarde enfiada dentro da catedral do consumo. Os tugas andavam loucos dentro do Colombo. Mas eu cá me aguentei... assim que deixei a loucura enfiei um Big Mac dentro do estomâgo. Soube-me a manjar dos deuses. Amanhã tenho cabeleireiro às 9h 30m, para estar linda para o pai Natal, e à noite as filhós da minha avó vão fazer-me comer e pedir mais. Bom Natal e muitas prendas...
SHARE:

A poucas horas da grande noite quero agradecer tudo o que tenho neste momento... não sei se posso pedir mais. Ainda assim arrisco. Abdico da viagem a Bora Bora e do Porshe Cayenne. Quero que o velhinho das barbas me dê um presente especial...

All I want for Christmas is you...


PS: e tu sabes quem és... ainda assim não precisas de entrar pela chaminé. Mas se quiseres aparecer dentro de um grande embrulho ultra-fashion, eu não me importo
SHARE:

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Aconteceu uma coisa muito boa na vida da Vanity. A seu tempo saberão. Os amigos têm-me mimado com felicitações mas ainda não tinha tido direito a comemoração glamourosa. E estava eu a rever alguns episódios de Sex and the City ( o querido, do qual só por acaso estou separada no momento, ofereceu-me a caixa com a série completa - prenda de Natal antecipada), quando o telefone toca.
- moras no 2º esq ou direito? - pergunta ele

- esquerdo, mas porquê? - a vanity começa a sorrir

- abre lá a porta - diz ele

E para meu espanto, afinal era 1h da manhã, vejo-o a subir as escadas com duas flutes cheias de champanhe.Abraçou-me e disse:
- Parabéns, tu mereces!
Estou confusa. Será que também teremos direito a beijo no cimo do empire state building?
SHARE:

Last Christmas - Wham -

A música é pirosinha, a letra fraquinha, mas 24 anos depois continua a passar nas rádios e qualquer artista que se preze já fez um cover da mesma.E eu dou comigo a cantar isto, com o volume do rádio bem alto como se não houvesse amanhã...

SHARE:

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008


Às vezes acho que este filme está mesmo demasiado perto da realidade. Sem dúvida um dos meus preferidos, com uma das melhores bandas sonoras.Para rever sempre.
SHARE:

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

"Sempre chegamos ao sítio aonde nos esperam."

O Livro dos Itinerários
José Saramago
SHARE:

Estou meio perdida, meio confusa... estou perto de entrar num novo projecto profissional com o qual sempre sonhei. Contudo, os sonhos nem sempre pagam as contas ao fim do mês. Tenho um emprego no qual estou bem. Gosto do que faço e muito. Mas falta a paixão que este outro projecto pode trazer à minha vida. Mas é a velha história de que o dinheiro não traz felicidade mas ajuda muito. Bom o melhor é ir jogar no euromilhões ainda hoje. Talvez a sorte esteja mesmo por perto... e eu acredito que a sorte proteje os audazes!
Sinto-me à beira do abismo, só não sei se vou saltar sem ter a certeza de ter uma rede para amparar a queda...
SHARE:

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008


Será que já vos disse o quão grata ficarei à alminha que tiver a generosidade de me oferecer este presentinho? Natal é quando uma mulher quiser. Por isso não se inibam, hoje ainda é 3 de dezembro mas eu não me importo se receber já a caixinha cor-de-rosa.
SHARE:

Hoje passei a tarde no City Spa... sim é verdade. Estive a fazer "a melhor massagem do mundo" ( é este o nome da dita). Posso dizer-vos que são 90 minutos do melhor que há, tipo orgasmo para a alma. Mais elucidados? Ainda dizem que não fazer nada é chato. Tivesse eu dinheiro que entre spa, viagens, livros, cinema, bons restaurantes e hotéis de luxo, e muitas compras, quem não morria de tédio era eu... Oh God, make me good, but not yet!
SHARE:
Acho que ando a comprar livros compulsivamente... bom se fossem chocolates era preocupante, a cultura que eu saiba não faz mal a niguém, só à carteira, claro. O pior é que são livros de gestão, motivação e liderança. Os últimos 3 foram Vencer com as pessoas de John Maxwell; Vencer de Jack Welch; e Gestor Minuto de Spencer Johnson. Decidi perceber as pessoas em contexto de trabalho, o que as motiva, e tentar entender os seus comportamentos. Será que estou a enlouquecer?
SHARE:

terça-feira, 2 de dezembro de 2008


O puto maravilha é Bola de Ouro! Para ser o melhor do mundo só lhe falta um banho de loja a sério e humildade q.b. de resto a vanity aprova a atribuição do troféu. clap clap clap! Contra bocas foleiras e a exposição dos seus love affairs, o miúdo não perdeu o tino e continuou a fazer aquilo que melhor sabe: jogar à bola. Cristiano Ronaldo é a prova de que querer é poder e que quando se tem talento mais cedo ou mais tarde acabamos por nos impor. Não o acho bonito, nem sexy, nem sequer o convidava para jantar comigo. Putos da bola jantava com o Figo e com o João Moutinho. Contudo, hoje o destaque da vanity vai para o cristiano. ele merece...
SHARE:

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008


E aqui está a árvore de Natal da Vanity. Agora só tenho de encontrar um papel castanho para tapar o pé metálico (não é nada fashion). aguardam-se os presentes dos meus amigos generosos. Já sabem o que quero? cá vai...

Caneta Montblanc
Caixa com as séries todas de "Sex and the city" (100 euritos na fnac)
viagem as Maldivas ou bora Bora , não sou esquisita
uma massagem num spa
um i pod
um pc novinho

e de momento não me lembro de mais nada. A lista vai sendo actualizada até ao Natal ;)
SHARE:
Hoje li numa camisola da Lion of Porshes :

Wake up put a smile in your face
i´m de princess of happiness


eu mudaria a frase para...

Make up put a smile in my face
i´m de princess of happiness !

Soa muito melhor e a verdadeiro ;)



SHARE:

sábado, 29 de novembro de 2008

Ontem depois de sair do trabalho cometi a imprudência de ir até ao Colombo. Mas às 22h 30m de uma sexta-feira, achei que era seguro. Pois caros leitores aquilo parecia a segunda circular em hora de ponta. Onde é que está a crise digam lá? É o que eu digo, o subsidio de Natal acabou momentaneamente com ela. Era vê-los felizes da vida e carregadinhos de sacos e embrulhos. A Fnac estava verdadeiramente caótica. Pensei logo : é desta que os tugas se enchem de cultura... posso dizer que próximo da meia noite as lojas continuavam cheias como se não houvesse amanhã. Era sexta-feira... não quero imaginar este fim-de-semana ;)
SHARE:

sábado, 15 de novembro de 2008


Já tinha lido " Ensaio sobre a cegueira" e visto uma adaptação ao teatro. Estava expectante pelo filme. Adorei! É intenso, choca, mostra o ser humano no limite. Uma lição de vida para aqueles que habitualmente olham para o mundo mas não o conseguem ver.
SHARE:

segunda-feira, 10 de novembro de 2008




Não tenho iPod, iPhone, Gps ou sequer agenda electrónica. Uso um tradicional Moleskine para reger os meus dias. Gosto de sentir os dedos nas folhas dos livros. Claro que uso a internet, e-mail e telemóvel. Mas sinceramente adoro receber cartas escritas à mão e postais vindos do outro lado do mundo. E sim podiam pedir-me em casamento com um pacote de açucar que eu aceitava!
SHARE:

domingo, 9 de novembro de 2008

He's Just Not That Into You trailer

Parece que o filme estreia em Fevereiro de 2009. É baseado no livro com a célebre frase usada na série "Sexo e a cidade"
He's Just Not That Into You . Porque às vezes eles não telefonam porque não querem mesmo e não estão assim tão interessados. E quando assim é o melhor é virar a página e passar ao próximo. Alguém descobriu como é que isto se faz?

SHARE:
Acho que um dos grandes problemas das mulheres é terem o coração na boca... e contra mim falo! Não tenho paciência para jogos. Gosto de dizer o que sinto, o que penso. Gosto de dizer, gosto de ti, és especial, és lindo, sinto a tua falta, tenho saudades tuas, amo-te! Mas também acho que a maioria dos homens, principalmente aqueles que são crianças grandes e que aos 30 ainda não sabem o que querem, se assustam com tantas certezas. Começo a achar que os homens se sentem ameaçados por mulheres seguras e independentes. Mulheres estas que lhes dizem you are the special one! Aos homens não se pode falar em compromisso. Fogem do casamento como o diabo da cruz e se lhes cheira a fraldas e a biberão, ai Jesus o que é que lhes fomos dizer.
É por isso caros homens que nós mulheres estaremos sempre um passo à frente. Conseguimos ter carreiras de sucesso, gerir um casamento, tomar conta dos filhos e ainda temos tempo mental para vos dizer que são os homens das nossas vidas.



SHARE:

quarta-feira, 5 de novembro de 2008


Yes, we can! E assim se cumpriu o sonho americano. Eu sempre tive muita fé neste homem. Não sei se o mundo e a América vão mudar assim tanto. Contudo esta vitória significa que querer é poder, e que as mentalidades acabam mesmo por mudar. Este homem apaixonou o mundo e só por isso merece a nossa atenção!
SHARE:

sábado, 1 de novembro de 2008

Caros homens:

As mulheres são mais simples do que parecem. Contudo, vocês nunca aprendem e metem sempre a pata na poça. Como é quase Natal e a Vanity anda muito generosa, vou dar-vos umas dicas preciosas que ajudam a sobreviver no ( para vós) estranho mundo das mulheres. A nossa vida é feita de frases em pacotes de açúcar, de ramos de rosas sem datas especiais ou jantares à luz de velas. Adoramos ser surpreendidas com frases no espelho da casa de banho ou post it estrategicamente colados do frigorífico. A Máxima e um pacote de pastéis de Belém num fim de dia de trabalho também são bem-vindos. Os fins-de-semana no Alentejo em turismo rural ou três dias em Paris é meio caminho andado para a conquista. E depois basta saberem o nosso número de sapatos e de vez em quando trazerem-nos uns stiletto para casa. Adoramos estas pequenas grandes coisas. Bom, os encontros inesperados também dão jeito mas isso é quase cena de " O Sexo e a Cidade". Se querem fazer de nós as mulheres das vossas vidas estejam atentos ao que realmente é importante. Se surgirem dúvidas a Vanity responde.

SHARE:
Acerca da auto-estima ou da falta dela...

Cada vez mais acho que existe meio mundo com falta de amor próprio. Só isso explica a necessidade constante de falar da vida alheia e de ficar feliz com o mal dos outros. É cansativo sermos o país da critica fácil. Começo a achar que os elogios devem dar trabalho a formular e como o belo português não gosta de pensar, pimba que aí vai disto. Odeio pessoas mal dispostas e que estão sempre com cara de segunda feira. Eu também me sinto infeliz às 8 h da manhã, mas caramba ao meio dia já consigo socializar. A auto-estima trabalha-se diariamente nas pequenas coisas. Às vezes estou a morrer por dentro, mas a maquilhagem e os saltos altos fazem de mim uma pessoa melhor. Ninguém quer estar com uma pessoa triste e desinteressante. Para isso existe o nosso núcleo duro de amigos. Já repararam que existem pessoas com um brilho contagiante? Pessoas em quem temos vontade de tocar? Será que já pensaram que essas pessoas gostam muito delas próprias e que só por isso estão de bem com a vida e conseguem transbordar alegria?
Caros, leiam livros de auto-ajuda, façam meditação, saiam à noite para dançar, bebam até cair para o lado. Mas façam qualquer coisa! Não é no sofá que aprendemos a ser pessoas melhores, mas na relação com os outros. Não se vistam como se fosse Domingo de manhã e fossem à rua despejar o lixo. Shame on you... Usem perfume sempre, vão ao cabeleireiro, pintem as unhas de vermelho e por amor de Deus calcem uns saltos altos. Os ténis são para fazer jogging. E depois comecem a ler. Não é a revista Maria ou o jornal a Bola claro. Informem-se sobre o que se passa no mundo. As pessoas interessantes discutem coisas interessantes e não passam o tempo no queixume. Não sejam pequeninos ou poucochinhos! Arrisquem, experimentem ser diferentes da maioria. E já agora façam o favor de ser felizes com coisas reais. O euromilhões pode nunca vos sair, o homem rico que desejam pode nunca aparecer. Por tudo isto é melhor irem apanhar sol até à esplanada mais próxima e pedir uma caipirinha. Caríssimos, se estivessem em Inglaterra não tinham sol em Novembro, estavam a morrer de frio e na rua só com casacos de penas! Temos o melhor clima, a melhor comida, somos os mais desenrascados, mas somos infelizes. Já não há paciência!

SHARE:

domingo, 26 de outubro de 2008

FAME

Lembram-se da série? Pois é, logo ao fim do dia vou ao Tivoli ver o musical. Cada vez que oiço esta música apetece-me logo dançar.

SHARE:

domingo, 19 de outubro de 2008

Sex and The City: 4x02 The Real Me

E porque uma queda implica sempre um recomeço, cá fica a nossa Carrie sempre linda, sempre de saltos.Às vezes não é importante a queda mas a forma airosa como nos levantamos. The show must go on!Ai que saudades que eu tenho desta série...

SHARE:

domingo, 5 de outubro de 2008

Michael Bublé - Home

Quando oiço este rapaz sinto-me em Nova Iorque, rodeada de neve e a poucos dias do Natal... sim devo estar doente, mas para mim Dezembro está ao virar da esquina...

SHARE:

sábado, 4 de outubro de 2008


Será que já se lembraram que o Natal está mesmo aí à porta? E que a crise vai desaparecer milagrosamente por entre embrulhos e àrvores cheias de luzes? Pois que venha o frio, a neve, o mês de Dezembro, o pai Natal e as renas, as compras no colombo e no corte inglês, a Av. da Liberdade toda iluminada... será que já posso começar a fazer a minha lista de presentes?
SHARE:

segunda-feira, 29 de setembro de 2008


"O êxito consiste em alcançar o que se deseja; a felicidade,em desejar o que se alcança. "

( Autor Desconhecido )
SHARE:

sábado, 27 de setembro de 2008

Elogio ao amor (Miguel Esteves Cardoso - Expresso)


"Há coisas que não são para se perceberem. Esta é uma delas. Tenho uma coisa para dizer e não sei como hei-de dizê-la. Muito do que se segue pode ser, por isso, incompreensível. A culpa é minha. O que for incompreensível não é mesmo para se perceber. Não é por falta de clareza. Serei muito claro. Eu próprio percebo pouco do que tenho para dizer. Mas tenho de dizê-lo.

O que quero é fazer o elogio do amor puro. Parece-me que já ninguém se apaixonade verdade. Já ninguém quer viver um amor impossível. Já ninguém aceita amar sem uma razão. Hoje as pessoas apaixonam-se por uma questão de prática. Porque dá jeito. Porque são colegas e estão ali mesmo ao lado. Porque se dão bem e não se chateiam muito. Porque faz sentido. Porque é mais barato, por causa da casa. Por causa da cama. Por causa das cuecas e das calças e das contas da lavandaria.

Hoje em dia as pessoas fazem contratos pré-nupciais, discutem tudo de antemão, fazem planos e à mínima merdinha entram logo em "diálogo". O amor passou a ser passível de ser combinado. Os amantes tornaram-se sócios. Reúnem-se, discutem problemas, tomam decisões. O amor transformou-se numa variante psico-sócio-bio-ecológica de camaradagem. A paixão, que devia ser desmedida, é na medida do possível. O amor tornou-se uma questão prática. O resultado é que as pessoas, em vez de se apaixonarem de verdade, ficam "praticamente" apaixonadas.

Eu quero fazer o elogio do amor puro, do amor cego, do amor estúpido, do amor doente, do único amor verdadeiro que há, estou farto de conversas, farto de compreensões, farto de conveniências de serviço. Nunca vi namorados tão embrutecidos, tão cobardes e tão comodistas como os de hoje. Incapazes de um gesto largo, de correr um risco, de um rasgo de ousadia, são uma raça de telefoneiros e capangas de cantina, malta do "tá bem, tudo bem", tomadores de bicas, alcançadores de compromissos, bananóides, borra-botas, matadores do romance, romanticidas. Já ninguém se apaixona? Já ninguém aceita a paixão pura, a saudade sem fim, a tristeza, o desequilíbrio, o medo, o custo, o amor, a doença que é como um cancro a comer-nos o coração e que nos canta no peito ao mesmo tempo?

O amor é uma coisa, a vida é outra. O amor não é para ser uma ajudinha. Não é para ser o alívio, o repouso, o intervalo, a pancadinha nascostas, a pausa que refresca, o pronto-socorro da tortuosa estrada da vida, o nosso "dá lá um jeitinho sentimental". Odeio esta mania contemporânea por sopas e descanso. Odeio os novos casalinhos. Para onde quer que se olhe, já não se vê romance, gritaria, maluquice, facada, abraços, flores. O amor fechou a loja. Foi trespassada ao pessoal da pantufa e da serenidade. Amor é amor. É essa beleza. É esse perigo. O nosso amor não é para nos compreender, não é para nos ajudar, não é para nos fazer felizes. Tanto pode como não pode. Tanto faz. É uma questão de azar.

O nosso amor não é para nos amar, para nos levar de repente ao céu, a tempo ainda de apanhar um bocadinho de inferno aberto. O amor é uma coisa, a vida é outra. A vida às vezes mata o amor. A "vidinha" é uma convivência assassina. O amor puro não é um meio, não é um fim, não é um princípio, não é um destino. O amor puro é uma condição. Tem tanto a ver com a vida de cada um como o clima. O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende.

O amor é uma verdade. É por isso que a ilusão é necessária. A ilusão é bonita, não faz mal. Que se invente e minta e sonhe o que quiser. O amor é uma coisa, a vida é outra. A realidade pode matar, o amor é mais bonito que a vida. A vida que se lixe.Num momento, num olhar, o coração apanha-se para sempre. Ama-se alguém. Por muito longe, por muito difícil, por muito desesperadamente. O coração guarda o que se nos escapa das mãos. E durante o dia e durante a vida, quando não esta lá quem se ama, não é ela que nos acompanha - é o nosso amor, o amor que se lhe tem. Não é para perceber. É sinal de amor puro não se perceber, amar e não se ter, querer e não guardar a esperança, doer sem ficar magoado,viver sozinho, triste, mas mais acompanhado de quem vive feliz. Não se pode ceder. Não se pode resistir. A vida é uma coisa, o amor é outra. A vida dura a Vida inteira, o amor não. Só um mundo de amor pode durar a vida inteira. E valê-la também."


PS: E não é que eu acredito mesmo nesta merda... O que aqui está escrito é do MEC, contudo sinto exactamente o mesmo. Por amor faz-se o impossível, o imprevisível e o pino se for preciso. Dormimos pouco, fazemos centenas de quilómetros and so on... O texto é antigo mas vale a pena ser lido e relido. Para quem deixou de acreditar no amor, para aqueles que se apaixonaram pela primeira vez e para mim que sou uma crente do Amor aqui fica. E para o meu Amor claro, com quem ando a travar uma luta diária para lhe mostrar que trabalhamos para viver e não vivemos para trabalhar. Porque no fim apenas o amor nos aquece o corpo e a alma. Tudo o resto é tão pouco perto do verdadeiro amor.
SHARE:

domingo, 21 de setembro de 2008


Creio existir um único defeito nos hotéis 5 estrelas e nos bons restaurantes. O facto de rapidamente nos habituarmos e tudo o resto nos parecer sem encanto. Não sou snob e como com frequência no Mc Donalds ou até bifanas numa roulote quando vou ver o meu Sporting, mas o luxo meus caros não se estranha, entranha-se até à medula. Adoro os pormenores, as camas enormes, o toque dos lençóis... isto para dizer que passei o fim-de-semana no Sheraton do Porto. Aconselho a quem for à Invicta os restaurantes Terra e Cafeína. Ficam na Foz, precisamente na rua do Padrão. Convem usufruir do espaço com uma companhia especial pois a atmosfera assim o exige.
SHARE:

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

ABBA Dancing Queen 1976

Hoje fui ver o Mamma Mia e vim de lá a cantarolar esta música. já estou como a Kitty Fane "ide ver o filme" e esqueçam lá as vossas vidinhas tristes. Estou cheia de ritmo dos anos 70 e 80. Devia andar eu de gatas e a minha mãe a ouvir isto no rádio Está tudo explicado...

SHARE:

sábado, 6 de setembro de 2008


Juro que este livro me causa um certo prurido intelectual. A capa é feia, o interior igualmente, e é feito de frases com comentários que vendem milhares de cópias. Isto anda tudo doido. Esta semana passei na fnac e dei-me ao trabalho de folhear o livro e de ler algumas passagens. Mas como é que isto vende tanto, alguém me explica? A baixa auto-estima dos portugueses deve explicar o sucesso do Segredo. Que comportamento gera comportamento, e pensamento positivo gera atitude positiva é algo que a psicologia já nos diz há anos. Como é que alguém agora se lembra de lhe chamar segredo é que eu não sei. Eu esforcei-me para o trazer para casa, mas após algumas páginas não consegui. Por isso lá vou eu continuar pelos caminhos errantes da vida sem a iluminação divina que este livro parece proporcionar. E ainda dizem mal dos livros do Paulo Coelho. Tenho a dizer que li o "Alquimista" há dez anos e que hoje o voltava a ler com o mesmo entusiasmo. Agora o Segredo? Acho um perfeito erro de casting no universo dos livros de auto-ajuda.
SHARE:


" Great people talk about ideas, average people talk about things, and small people talk about other people".



Elsa Gomes in Marketeer, Julho 2008

Só posso aplaudir. Acho a afirmação brilhante, do melhor que já li nos últimos tempos.

SHARE:

domingo, 31 de agosto de 2008

MARIZA - CHUVA

Existe algo mágico nesta música... ontem quando a ouvi cantar este tema em Vila Franca arrepiei-me! E mais uma vez Mariza encantou...

SHARE:

domingo, 24 de agosto de 2008

Estou indignada e incrédula! Então vocês sabiam que o serviço nacional de saúde deixou de comparticipar a maioria das pílulas contraceptivas e em contrapartida paga abortos? Que vergonha esta política de controle da natalidade!
SHARE:

Eles são a nossa vaidade


Nelson Évora e Vanessa Fernandes são a razão do nosso orgulho. Numa competição marcada pelas declarações menos felizes de alguns atletas, Nelson e Vanessa mostraram mais uma vez que têm fibra de campeão, que é com esforço, sacrifício e muito treino diário que se consegue uma medalha. É nestes dois que temos de por olhos quando decidimos queixar-nos do estado da nação, ou quando achamos que somos infelizes ou vítimas do infortúnio. Correr, nadar e pedalar 6 a 8 horas por dias, faça chuva ou sol, isso sim deve ser muito difícil. E se eles se superam dia após dia, nós também o conseguimos.
SHARE:

domingo, 17 de agosto de 2008


Cansada de tanto trabalho e com o calor a apertar, Vanity decidiu arranjar uma semana de folga e rumar a sul com a espanhola más caliente de Léon. E lá estivemos, em Lagos, Albufeira, Vilamoura, na Feira Medieval de Silves, no Sasha Beach em Portimão, a almoçar no Gigi na Quinta do Lago, and so on... Fica o bronze, as memórias, os sorrisos e a amizade.
SHARE:

quinta-feira, 7 de agosto de 2008



Como as coisas boas da vida são para ser partilhadas, e existem sitios quase perfeitos ao anoitecer, a Vanity sugere o Kubo. Estive lá esta semana e as caipirinhas estavam do melhor. Tem uma novidade relativamente ao ano passado, existe um restaurante de fondue. Para quem gosta de sítios bonitos, este é a não perder!
SHARE:

Amanhã a Vanity vai usufruir de um delicioso presente de aniversário. Vou fazer a Dança das Pedras aqui . Depois conto como foi...
SHARE:
Nunca neste blogue se falou do Benfica ( só quando o Sporting lhes deu 5-3), ou não fosse a Vanity uma leoa! Mas caros cibernautas a escolha do novo treinador a isso obriga. Eu até tenho um certo carinho pelo Paulo Bento, mas olhem para esta carinha e digam lá se o Quique Flores não esbanja charme... Pois para mim esta é a melhor contratação da época que aí vem. Daqui à capa de umas quantas revistas não falta nada!
SHARE:

domingo, 3 de agosto de 2008


E assim se completam 27 anos... cada vez mais gira, com mais glamour e sempre, sempre de saltos. Parabéns para mim!
SHARE:

sábado, 2 de agosto de 2008


Amanhã a Vanity faz 27 anos e por isso hoje à noite há jantar e copos com os amigos... os meus papás fazem hoje 28 anos de casados. parabéns aos dois pela brilhante ideia de casarem e de me terem. O mundo ficou com mais cor ;)
SHARE:

segunda-feira, 28 de julho de 2008


Faltam poucos dias para o meu aniversário e como sei que estão cheios de dúvidas relativamente ao meu presente, eu dou uma ajudinha. A Vanityzinha quer acordar no paraíso retratado na imagem. Sim é Bora Bora, mas o que é isso comparado com a nossa amizade, com todos os momentos que já passámos juntos? Aliás, a dividir por todos são trocos e eu ficaria muito feliz! Eu mereço portanto tio Belmiro, padrinho Berardo e patrãozinho Salgado toca a abrir os cordões à bolsa que eu trabalho pra lá de muito o ano inteiro, sou simpática com os doentes e ainda ajudo a salvar vidas.
PS: Se não for pedir demais a viagem é para duas pessoas com tudo incluído. É que a vanity é uma pessoa generosa e gosta de partilhar os sítios bonitos. E depois preciso de alguém que me tire fotos e me espalhe o protector solar, ok? Eu vou-me informar mas tenho quase a certeza que conseguem deduzir a viagem no irs. Tipo apoio á criatividade, incentivo às artes, mecenato and so on... é pá pronto eu escrevo um diário de viagem e as receitas do livro revertem a favor de um grupo de criancinhas à vossa escolha. Está bem assim?
SHARE:

sábado, 26 de julho de 2008


Hoje o meu beijo é para ti... pelo teu aniversário, por nós, por estares cá no aqui e no agora...até porque amanhã é sempre longe demais. Que este não seja apenas mais um ano de vida, mas um ano em que cada dia é vivido de forma única. És lindo!
SHARE:

sexta-feira, 25 de julho de 2008


O post de hoje é para a minha mão cheia de amigas. Sim tenho a felicidade de ter uma mão cheia delas. Daquelas que estão sempre lá à distância de um telefonema. Acho que se não fossem elas o dia seria mais cinzento. As amigas mulheres são exímias nos pormenores.Oferecem livros, perfumes, vernizes, caviar para o banho e tudo para nos ver sorrir. É o tempo que passo com elas que as torna especiais, os sitios, os sorrisos, as lágrimas dos dias menos bons... apenas porque existem na minha vida o meu muito obrigado...

SHARE:

sábado, 19 de julho de 2008


Porque a vida não é a preto e branco e às vezes consegue mesmo surpreender-nos aqui fica apenas uma imagem...
SHARE:

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Ontem a minha amiga Maria dizia-me que gostava do namorado não por ele ser particularmente inteligente ou culto, ou profissionalmente bem sucedido mas porque a faz rir ao acordar (ainda que sejam 7h da manhã), porque lhe dá sempre um beijo de boa noite e de bom dia, porque faz duas irresistíveis covinhas no lábio superior quando diz jeitinho...
Realmente tipos cultos e sem sentido de humor são uma seca. Cada vez mais me convenço que os príncipes são meiguinhos e com sentido de humor. São os que nos fazem sentir lindas mesmo ao acordar.É estranho como com o passar do tempo aquilo que desejamos numa cara metade são coisas tão mais simples e reais...


SHARE:

domingo, 13 de julho de 2008




Lanie Kerigan (Angelina Jolie) é uma repórter de sucesso da TV Seattle que leva uma vida superficial, ao mesmo tempo em que acredita ter tudo o que interessa na vida: um lindo apartamento, um emprego numa grande estação de televisão e ainda um namorado superstar (Christian Kane). Entretanto, ao entrevistar o Profeta Jack (Tony Shalhoub), um sem abrigo que diz prever o futuro, ele diz a Lanie que ela tem uma vida sem sentido e que morrerá em poucos dias. Inicialmente incrédula, Lanie passa a acreditar na profecia de Jack quando outras de suas previsões se confirmam. É quando ela passa a reavaliar seu padrão de vida e suas prioridades na intenção desesperada de conseguir alterar seu destino.

Acabo de ver este filme na sessão da tarde da TVI.O filme é de 2002 e nunca tinha sequer ouvido falar dele. O filme tem muito mais a dizer do que possamos imaginar. Existem muitas Lanies por aí, a diferença é que não existem muitos Pete atentos. Vale a pena ver e pensar...
SHARE:
O nosso subconsciente é fabuloso... levei tão a sério a vontade de partir sem destino que o meu sono encarregou-se disso.Sonhei durante a noite inteira que tinha acabado de aterrar na cidade que nunca dorme. Parece que o destino está escolhido...
SHARE:

sábado, 12 de julho de 2008


Apetece-me partir sem destino, ir até ao balcão de uma companhia aérea e comprar um bilhete só de ida. Estou cansada de obrigações, horários, sonhos adiados, vontades fora de tempo. Quero ir por aí.. será que não existe nenhuma revista a patrocinar a viagem? Eu escrevo acerca d0s sítios e das pessoas, tipo Miguel Cadilhe para o Expresso. Mas eu só viajo de avião. Gosto de aeroportos, da confusão, da sensação de passajeiros em trânsito, da amálgama de culturas que se cruzam. Quero perder-me por esse mundo fora mas com a certeza de um regresso. Sim, gosto do cheiro da minha casa após um longo período de ausência. Quero partir, estar só mas rodeada de gente, quero encontrar-me mas longe daqui...
SHARE:

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Quando me sinto triste ou desiludida com algo vejo este vídeo. No fundo são verdades simples que não conseguimos ver porque andamos demasiado ocupados com a correria do dia-a-dia. Será que mudavamos algo se soubessemos que iamos morrer amanhã? Será que diziamos àqueles que amamos que gostamos mesmo deles se soubessemos que amanhã os iriamos perder?


video
SHARE:





A Vanityzinha acabou de chegar.Acho que as fotos denunciam o local onde estive...
SHARE:

sexta-feira, 4 de julho de 2008


Ontem li um artigo muito interessante acerca das Sarahs. São mulheres independentes, na casa dos 30 que estão sozinhas por opção. Leia-se Single and rich and happy. Dizem não ao casamento embora algumas mantenham relações estáveis, mas em casas separadas ou união de facto. Têm carreiras de sucesso e o casamento não faz parte dos seus dicionários. Gostei do que li, confesso que até achei piada. Mas acho tudo muito moderno para mim. Mas porque é que eu ainda acredito no casamento e naquela história de "na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, para todos os dias da nossa vida"? Falam mal do casamento, mas o que é certo é que todos, mais cedo ou mais tarde vão lá parar...
SHARE:

terça-feira, 1 de julho de 2008


Acredito que o caminho tem de ser necessariamente para a frente. Ainda que a saudade nos faça querer voltar ao passado. Por vezes penso nas escolhas, que se tivessem sido diferentes o hoje seria outro. Mas depois existem os acasos, aqueles em que o universo parece conspirar para que aconteçam. Como se tivessemos de conhecer aquela pessoa, naquele sitio, àquela hora improvável... e o mais curioso é que mudamos a vida por esses mesmos instantes. Por esses segundos em que o universo nos obrigou a estar ali sem que nos perguntassem se realmente queriamos. Ao mesmo tempo o inesperado tem a sua piada. Rouba-nos a vidinha arrumada, dá-nos uma valente sova de agitação e depois foge para ver como reagimos. Às vezes acho que todos os dias existem instantes desses, daqueles que podem mudar a nossa vida. Mas também sei que andamos demasiado ocupados, sempre a correr ou no meio do trânsito, para os deixar entrar, ou apenas perceber que existem. Será que me é permitido pedir agora, aqui, um desejo?Cá vai... quero um instante desses durante as férias.Sinto-me a precisar...
SHARE:
© Feira de Vaidades. All rights reserved.