Pages

quinta-feira, 19 de julho de 2007


Existem alturas em que parece nada acontecer nas nossas vidas. Pelo contrário, temos momentos de verdadeira tempestade tropical. Pois isto, por cá, está sereno. Não existem paixões avassaladoras que nos tiram o tapete ou fazem cantarolar a cada instante; a profissão está bem de saúde, sem grandes ondas;tenho o meu porto de abrigo, que adoro, apesar do fantasma chamado "aumento da taxa de juro"; o investimento emocional em formação (mestrado, pós-graduações e afins) está de momento em standby. Acho que é essa a expressão "Standby". Sinto-me assim, à espera... à espera de um novo desafio, de algo arrebatador, que dê luta, que me faça dormir 3 ou 4 horas por noite e com vontade de estar a pé ao amanhecer. Apetece-me tocar as estrelas e cheirar as nuvens. Quero sentir cada dia como único e especial... não acredito em acasos, muito menos em coincidências. Hoje ao abrir um livro que tenho na mesa de cabeceira li:


"Quando menos esperamos,

a vida coloca diante de nós um desafio

para testar a nossa coragem

e a nossa vontade de mudança."


Paulo Coelho in O Demónio e a Senhorita Prym


Gosto da mudança. Dá-me um novo alento. Gosto ainda mais de superar o desafio anterior. Mas reconheço que os momentos de estabilidade nos permitem seguir em frente. É na serenidade, sem tumultos que nos conhecemos melhor, que percebemos de forma diferente o nosso crescimento interior. É em alturas de stand-by, no silêncio e a sós que nos apercebemos do rumo a tomar, e o porquê de termos chegado onde estamos.
SHARE:

3 comentários

nika_liu disse...

Apesar de esses serem momentos chave em que reflectimos acerca do que se passa à nossa volta, devo confessar que já anda em standby à algum tempo e já estou farta!!!
O mais engraçado é que existem alturas de ocorrência de turbilhões em que sentimos saudades destes momentos de paz! O ser humano é muito insatisfeito...ou se calhar sou só eu???!!!

Juani disse...

Nem mais!! Cm diz a Nika_Liu existem alturas em que parece que tudo acontece ao mesmo tempo, parece que as nossas emoções se encontram todas num carrocel e só pedimos PAZ. Por outro lado quando essa paz reina à nossa volta temos tendência em pensar que já não aguentamos estes momentos de inércia, que não aguentamos esta rotina sem nada de arrebatador nem desafiante. Somos mesmo mesmo uns insatisfeitos!! E nós mulheres... ainda piores!

bela_sonhadora disse...

como te entendo ;)

© Feira de Vaidades. All rights reserved.