Pages

domingo, 20 de junho de 2010

Aos 63 anos, “quando já não se espera nada”, encontrou “o que faltava para passar a ter tudo” – Pilar.
Nunca mais deixaram de andar juntos. “Se tivesse morrido aos 63 anos, antes de a conhecer, morreria muito mais velho do que serei quando chegar a minha hora”, disse Saramago um dia, numa das várias muito belas declarações públicas de amor a Pilar.
Adelino Gomes in Público

É por causa de histórias como a de Saramago e Pilar que continuo a acreditar no verdadeiro amor. Quando à obra arrisquem ler e vão ter uma boa surpresa. (aconselho o "Ensaio sobre a Cegueira")


SHARE:

3 comentários

Mi disse...

O amor deles é, de facto, inspirador.
Essa é a minha obra favorita dele também :)
kiss

Dry-Martini disse...

Uma frase sentida e linda de morrer.

XinXin

... Anouc disse...

Magnífico, sem dúvida.

© Feira de Vaidades. All rights reserved.