Pages

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Fui levá-lo ao aeroporto na quinta-feira, e só consigo pensar que tenho de o ir buscar. Porque faz-me falta. Falta-me tudo. O cheiro da pele dele, o sorriso, o abraço, as nossas brincadeiras. Estou para aqui a falar como se não o visse há um mês. Não consigo imaginar como será estar apaixonado à distância. Estou sem ele uns dias e a vontade de lhe dar beijinhos não tem explicação. Acho que vou calçar os ténis e correr um bocadinho. Alivia a alma e a gordura que teima em instalar-se no meu rabo.
SHARE:

2 comentários

Merenwen disse...

Espero que nunca tenhas que passar por um amor à distância, dói tanto que só desejar deixar de amar essa pessoa para parar de doer. Amar e não poder ter é das piores coisas

mari disse...

(in)felizmente conheço o sentimento ... :)

© Feira de Vaidades. All rights reserved.