Pages

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Message in a bottle

Lembram-se do filme "As palavras que nunca te direi"? Estive a revê-lo esta tarde e lembro-me da loucura que foi há 10 anos atrás. Estava no 2ºano de curso e tudo quanto era mulherio andava a ler o livro. Era choradeira pegada cada vez que uma colega chegava ao fim da história. Podem não acreditar, mas até alguns dos rapazes do grupo chegaram a ler o livro. Confesso que nunca o li, mas vi o filme no cinema. Num tempo de e-mails, sms e facebook a ideia de encontrar uma carta de amor, no mar, dentro de uma garrafa, parece inusitado mas romântico em simultâneo. Cá em casa não costumo encontrar palavras de amor dentro de garrafas, mas à noite, antes de dormir, ele gosta de me contar segredos ao ouvido. Lamento, como são segredos não os posso partilhar, mas garanto-vos que as palavras que provavelmente nunca vos direi, fazem de mim uma mulher muito feliz ;)

SHARE:

2 comentários

stiletto disse...

Eu, como é habitual, gostei mais do livro do que do filme. A ideia central é muito bonita, sempre gostei dessa ideia da mensagem na garrafa. Este foi um dos poucos livros do Nicholas Sparks que li. A dada altura desisti porque acabam sempre em desgraça.

Framboesa disse...

Amei o livro, amei o filme...fartei-me de chorar pq na verdade sou uma gajita muito lamechas... :-)

© Feira de Vaidades. All rights reserved.