Pages

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Tenho este livro em casa e nunca o li na totalidade. Contudo, esta passagem tem-me acompanhado ao longo dos anos. Recorro a ela sempre que preciso de tomar decisões e que a multiplicidade das escolhas dificultam a tarefa. Tenho passado por alguns blogues cujas autoras me parecem precisar deste texto. E por isso, e apenas em jeito de partilha aqui fica:


"Quando te sentires perdida, confusa, pensa nas árvores, lembra-te da forma como crescem. Lembra-te de que uma árvore com muita ramagem e poucas raízes é derrubada à primeira rajada de vento, e de que a linfa custa a correr numa árvore com muitas raízes e pouca ramagem. As raízes e os ramos devem crescer de igual modo, deves estar nas coisas e estar sobre as coisas, só assim poderás dar sombra e abrigo, só assim, na estação apropriada, poderás cobrir-te de flores e de frutos.

E quando à tua frente se abrirem muitas estradas e não souberes a que hás-de escolher, não metas por uma ao acaso, senta-te e espera. Respira com a mesma profundidade confiante com que respiraste no dia em que vieste ao mundo, e sem deixares que nada te distraia, espera e volta a esperar. Fica quieta, em silêncio, e ouve o teu coração. Quando ele te falar, levanta-te, e vai para onde ele te levar.”


Susana Tammaro in Vai aonde te leva o coração


PS: Já olharam para o céu esta noite?
SHARE:

9 comentários

jose disse...

já e não vi nada pq estava nublado.... tenho de me sentar e respirar fundo e escolher tb

stiletto disse...

Conseguiste deixar-me sem palavras! Só em silêncio é possível ouvir o que diz o coração e, eu sei, que tu irás sempre (e só) onde o coração de levar, ******

Juani disse...

Já agora pega em mais um livro e completa mais um desafio ;)
(no meu blog)
Eu sei que já ando a abusar...

I&U disse...

Já tinha lido várias vezes esse excerto, nunca soube era de onde era retirado.
É um livro a ler, Obrigado ;)

Little Miss Starlight disse...

Eu li esse livro há uns bons anos, e é curioso como nunca me esqueci dessa passagem final... :)**

Jasmim disse...

É uma passagem linda e com muito significado. Só é pena que, nalgus caminhos para os quais o coração nos conduz, não nos é permitido enveredar, é-nos fechado...Destino, talvez seja porque não tem de acontecer assim.

nika_liu disse...

Ainda que seja adepta dos momentos de silêncio pacificos o suficientes para tomar a bela da decisão sábia e acertada, à momentos em que o silêncio sufoca...
Mas que o texto é inspirador, lá isso é...! :)
Bjs

wednesday disse...

Esse livro é muito bonito... Agora que mo lembras, talvez o volte ler;)

nika_liu disse...

Tentei enviar mail mas vinha devolvido! Diz q o endereço é inválido!

Obrigada pelas visitas e comentários à minha dreamland!
Eu não estou assim tão mal, mas aquele acaba por ser um espaço onde posso desabafar sem receio de estar a ser demasiado repetitiva ou aborrecer alguém com as minhas coisas!

Nika_liu@hotmail.com

Beijinhos

© Feira de Vaidades. All rights reserved.