Pages

sábado, 7 de março de 2009


Hoje pergunto-me se um grande amor só desaparece quando surge uma nova paixão? E honestamente acho que sim. Com o tempo a tristeza vai desaparecendo, a mágoa torna-se menor, mas o amor esse, não desaparece. Há sempre a tentação de que talvez um dia volte a dar, ou quem sabe daqui a um tempo... A força de uma nova paixão essa sim arruma de uma vez por todas um amor antigo, colóca-o no lugar devido, algures na estante das boas recordações e entre os livros dos bons momentos. O coração parece ter demasiadas portas e umas quantas janelas. Chaves que mantenham portas fechadas, são escassas. São demasiados os vendavais que deixam janelas de par em par. E as tempestades tropicais abundam por estes lados. É por isso que não acredito que com o tempo tudo passe. Mas um novo amor, esse sim tem a capacidade de colocar tudo no sitio certo, de fazer o sol brilhar quando lá fora chove copiosamente.
SHARE:

1 comentário

A Gaija disse...

Também penso assim. Nem sempre o tempo cura qualquer dor. Mesmo.

© Feira de Vaidades. All rights reserved.