Pages

sexta-feira, 1 de maio de 2009


Hoje em dia as relações amorosas funcionam um pouco como o Mc Donalds. Rápidas e intensas. Só parecem durar enquanto há paixão. Quando as primeiras dificuldades surgem, o melhor é cada um ir para seu lado. Adoro comer um Big Mac de vez em quando, pela sensação de prazer no estômago. Contudo, sei que as sopas, saladas, grelhados, são realmente comida consistente, saudável e devem fazer parte de uma alimentação equilibrada. Só esta procura de um estado de felicidade e de paixão permanente pode explicar os divórcios ao fim de 6 meses ou um ano de casamento. Como é que duas pessoas que ainda não se conhecem realmente, já se desencantaram e se voltaram a apaixonar por outra pessoa diferente? Como é que estando longe da essência do outro, podemos achar que afinal o amigo do meu amigo é que é o tal? A constante procura da novidade, e de estados químicos de pura adrenalina são saudáveis em desportos radicais. Parece-me ( e atenção que sei poucochinho acerca disto) que a consistência e a durabilidade de uma relação seja muito mais saudáveis para a saúde mental de cada um de nós... Mas como disse sei muito pouco acerca de tudo...
SHARE:

2 comentários

Miss G. disse...

Mas eu, que percebo um bocadinho mais do assunto, visto ter estudado o que estudei, digo-te que sim, que estás absolutamente certa. As pessoas não tentam, não se esforçam, não se chegam a conhecer. Não saboreiam a sopa e a salada, engolem o Bic Mac e passam logo para o Sunday.

O meu olhar disse...

Assino por baixo o teu post (se deixares claro:)) e o comentário da Miss G.!
Sem esforço, sem luta, sem adaptações, sem nos moldarmos, sem pedirmos, sem darmos, sem chorarmos... que sentido faz a vida e o amor?
beijo

© Feira de Vaidades. All rights reserved.