Pages

domingo, 21 de novembro de 2010

Dos objectos com histórias para contar...

Os dois anéis que uso por vezes na mão direita, significam que a pessoa que mais amei até hoje já partiu. Eram dela, usava-os diariamente, e ofereceu-mos antes de sair de cena. Passaram seis anos e ela faz-me falta. Ainda consigo ouvir-lhe a voz, sentir-lhe o cheiro da pele. Se fechar os olhos vejo-a sorrir. Ela viu-me dar os primeiros passos, escrever as primeiras letras. Conheceu os meus sonhos, mas alguns não me viu realizá-los. Há poucos amores como este. Dormiamos juntas durante a minha infância e também por isso a nossa ligação era quase visceral. Não perdi a minha mãe. Perdi uma tia, que também foi uma mãe, amiga, mentora... É num amor como este, de alguém que me deu tudo, que quando estou triste porque uma paixão não deu certo, me refugio. Se não morri de amor há seis anos atrás, cada vez mais tenho a certeza de que nada nem ninguém vai causar estragos dignos de registo.

SHARE:

4 comentários

marie disse...

Tem tanto de triste, como de bonito!

stiletto disse...

Ela era, sem dúvida, uma mulher especial. Um privilégio tê-la conhecido... E uma pena ter partido quando ainda tinha tanto para dar... Mas ela continua viva através do teu amor e das tuas memórias!

'Mimi disse...

Há pessoas que nos são tudo e há pessoas que pensamos que nos são tudo.
Importante é sabermos separar as pessoas realmente importantes das que nos descartam facilmente ;)

Ariadne disse...

I'm sorry!
Que lindo.

© Feira de Vaidades. All rights reserved.